quinta-feira, 7 de agosto de 2008

BATE-PAPO COM SHAKESPEARE

Um bate-papo com Shakespeare em pensamentos...
Shakespeare diz: Quero poesia na minha vida, aventura e amor. Acima de tudo amor. Não a atitude simulada do amor, mas o amor que avassala a vida. Incontido, desgovernado, como um motim no coração... que nada possa deter. Nem a tragédia, nem o êxtase. Amor nunca visto em uma peça.
Eu digo: Ah, Shakespeare... Sei lá... Minha intenção é dividir a poesia da minha felicidade com toda a poesia do olhar 'sóbrio-embriagado-de-amor' Dele... E juntos faremos uma grande e bela poesia! Poesia essa de luar, brisa, cheiro, paixão e aventura!
Porém não uma aventura qualquer! Faremos uma daquelas que 'prende a respiração' (estilo o poema de Fernando Pessoa) Assim... Aventura só de cair na real e ver que estamos juntos no lugar mais simples do mundo...
Simples depois que acorda, porque passa o clima, mas o encanto não se quebra. Ah! também queria 'dar amor' pra ele, tipo presente besta do dia-dia, dose de amorzinho, sabe? (estilo o poema de Casimiro). Mas não atitude simulada de amor!
Aquele amor de momentinho, cheirinho, amor de amorzinho... Não! É Amor... Acima de tudo, AMOR! Aquele amor, assim... (estilo o poema Álvares de Azevedo). Eu falei QUASE, porque é preciso ter fé, 'querença-bem-de-tá-pertinho'... Ah... Então é TUDO mesmo, pois tudo juntinho é amor!

Amor, mas amor assim... Tipo o poema que vou escrever com Ele. Porque desses amores, nunca vi.
Ele também nunca viu, mas para falar a verdade, nunca se viu em Poema algum.

37 Comments:

  1. Danilo Cruz said...
    Achei interessante e muito criativo também.
    Leonardo Dognani said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blog.
    Lucas Fernandes said...
    Ora, ora, ora. Shakespeare. E ainda por cima uma conversa original sobre amor com um dos maiores mestres do romantismo mundial. O espírito do inglês, lá de onde estiver, deve ter pensado o mesmo que eu (não é pretensão).

    - Precisamos de novos escritores, que descubram na palavra, o verdadeiro significado do amor e do amar.

    Texto original.

    OBS: É só um convite, mas caso queira conhecer o blog que mantenho com meus colegas, o Sem Fronteiras, aí vai o endereço:
    ___________________________________
    http://semfronteirasnaweb.blogspot.com
    Felipe said...
    Existe amor assim,como o Shakespeare quer?

    O mais real é o que você quer... é oque existe... é qoue temo que aproveitar!
    Edu França said...
    Pelo que li nessa vida Sheaskpeare foi o único autor que conseguiu falar de amor sem ser melozo
    Niestévisky said...
    Muito bonito o que você escreveu, gostei muito, me deu vontade de ligar para a minha namorada.

    Parabéns.
    Renan e Rosa said...
    Egua, muito bom! Parabens, vou vir mais vezes aqui!

    Passa la http://rosarenan.blogspot.com/
    Miss Joe said...
    Huahuahuha muito legal seu papo May.

    http://blogadois.blogspot.com/
    Law said...
    Muito bom,
    ficou muito boa a ideia desse dialogo!!!
    Parabéns pelo blog!!!!

    Depois visita o meu:

    http://devaneiosdeumamenteconturbada.blogspot.com

    vlw
    bjs
    Fabio said...
    mt legal o bate-papo...

    bem interessante!
    Alê said...
    Muito bom e interessante seu texto. Falar de amor XD, e ainda mais um bate-papo com Shakespeare ..

    Excelente BLOG !

    Visite o meu também
    www.muitosobrealgo.blogspot.com
    Pcod said...
    Interessante xD



    Angu com Taioba
    Leonardo said...
    muito original a idéia!
    Ana Lucia said...
    Adoro Shakespeare, mas na verdade essa sua postagem me lembrou aquela música que o Zezé di Camargo e Luciano cantam, que eu também gosto muito..."...é o amor, que mexe com a minha cabeça e me deixa assim..."
    Leandro de Souza said...
    FALA DE AMOR SEMPRE BOM
    EENTRA NO MEU
    http://vocefazhistoria.blogspot.com/
    Antonoly said...
    Shakespeare... grande escritor e Dramaturgo, gosto e aprecio muito a sua obra.

    www.blowgh.wordpress.com
    Euzer Lopes said...
    Engraçado: lendo seu texto, lembrei dos meus casos de amor ao longo dos meus quase 40 anos. Foram tantas histórias, tantas venturas e desventuras, tantos senões, tantos porquês, tantos sei-lá-o-que, e fico me perguntando: será que meus amores dariam poesia?
    Ou uma nota fúnebre?
    Alê said...
    Lindo o Blog, lindo o texto no topo...enfim...adorei!!!
    parabéns!!!!
    http://blogdale.wordpress.com/
    Ramon Assis said...
    Eu vou começar a ler os autores que você se citou, só para me aprofundar neste fantastico texto que você criou.


    www.assiris.blogspot.com
    Sandrielly&Lais said...
    Gosto de Shakespeare, embora não conheça MUITO, gosto do que conheço.

    chadrez.blogspot.com :)
    nicestthing said...
    Nossa! Que interessante, gostei bastante do texto, ainda mais com a participação das falas de Shakespeare. Concordo com ao carinha de cima, o Shakespeare é o único que falava de amor sem ser meloso.
    Fernando Gomes said...
    nota 10 pela originalidade
    :D
    kekedascully said...
    Algumas amigas minhas chamariam esse amor de "Amor Fofinho".
    gaby said...
    Ai... O amor é lindoo
    Danilo Cruz said...
    Tá precisando atualizar, hein?
    Luiz Carlos said...
    Muito bom...
    Adorei !!
    Vou ler de novo

    Abraço
    Dário Souza said...
    Po Mayna lindo demais,botou pra lenhar xD
    iti said...
    dificil amor assim hoje em dia..
    nem shakepeare poderia inspirar uma a pessoa a amar tanto... isso nos tempos de hj...

    http://lhmartins.blogspot.com/
    Karla Hack said...
    Interessante, criativo e intenso..
    Gostei da idéia em si..
    e da forma como finalizou.. tocou minha alma..
    ;D

    mtoo bom!

    bjus
    Anjinha said...
    Ótimo blog tbm. Bjos.
    Jonatas Fróes said...
    Bem criativo, mas acho Shakespeare meio sacal. Coisa de americano hehehehehe xD~
    Apesar de ser um ótimo escritor e ter feito sua parte na história, deixa a desejar se comparado com tantos outros como Edgard Allan Poe por exemplo.

    ;*

    http://musica-holic.blogspot.com/
    ana said...
    ahhhh o amor.....shakespeare que tava certo...


    parabens pelo blog!
    Visite o meu!
    http://redescobrindosp.blogspot.com
    oi said...
    Muito bom o diálogo e a idéia!
    Sou fã de Sahkespeare e adoro tudo o que ele escreve.

    Abraços!
    Muitas palavras said...
    Sempre procurei um texto dele, que para mim é um dos melhores que já ouvi, mas nao pude ler. Fala sobre uma conversar dele (shakespeare) com deus, com os deuses, antes de entregar seu testamento. Brilhantes palavras. Foi lido no Provocações, pelo Abujanra.
    Abraço
    Muitas palavras said...
    Sempre procurei um texto dele, que para mim é um dos melhores que já ouvi, mas nao pude ler. Fala sobre uma conversar dele (shakespeare) com deus, com os deuses, antes de entregar seu testamento. Brilhantes palavras. Foi lido no Provocações, pelo Abujanra.
    Abraço
    Ellen Regina said...
    Aventura só de cair na real e ver que estamos juntos no lugar mais simples do mundo...

    sutil e profundo... lindo!!!

    www.facetasdemim.blogspot.com
    florestadeconcreto said...
    Quero deixar claro que meu comentário lá em cima não é nada do que era minha realidade!

    1) Eu não escrevia sobre amor, e nem mesmo sentia! Falava e falava sem nem mesmo ter um pra mim! Eu tinha era tristeza e dor! Minhas poesias na época eram todas macabras e tristes!
    2) Escrevi que iria escrever qualquer dia sobre amor, e isso, nunca aconteceu! todos os meus poemas eram sombrios e tristes!

    3)AGORA SIM, escrevo sobre amor de verdade, pois agora sim eu o sinto e o possuo! Até então, não sabia o que era isso e nem escrevia sobre!
    Agora escrevo melhor e em maior quantidade! Pois a minha arte é chave para minha expressão!

    gostaria que publicasse meu comentário, como resposta para meu comentário infeliz e MENTIROSO lá em cima.

    obrigado,
    Leonardo Dognani

Post a Comment




Free Blog Templates