quarta-feira, 13 de agosto de 2008


Nunca imaginara ser possível sentir, tão nobre toque n'alma.
Inconsciente, inconseqüente e imutável, vivendo por entre as sombras.
Esse véu envolvente domina as mais gélidas formas vivas.

Demonstra bondade outrora mascarada e descobre dentro de si bons sentimentos.
Desbrava íntimas forças pra viver, desvenda distantes e secertas formas de amar.
Depara-se com a ausência da liberdade de escolha, e encontra dificuldade para fugir.

Não sei se te olvidarei ou se lhe exporei.
Não sei o que fazer!
Não sei, não sei...

Miserável quem ama a quem não deve.
Ah emoção sem escolha, sem volta!
Minha alma foi condenada a viver sem ti, salva a amizade por não poder afastar-me
Destruído relacionamento amigável caso expor-me

Oh, sentimento cruel!
Oh, apego sem retorno!

33 Comments:

  1. Pedro Junior said...
    Olá gostei do teu texto me faz lembrar os escritos mais tradicionais

    passa lá no meu depois abraços!
    Euzer Lopes said...
    Percebo neste poema um pouco de Federico García Lorca. Estou enganado?
    Lara Sousa said...
    Nossa isso acontece com tanta gente, ama em silencio, pq eh melhor ter como amigo por perto, do que se declarar e não ter mais o amigo, isso nunca aconteceu cmg, mas eh uma situação chata quando alguém só nos ver como amiga;

    beijO
    Edu França said...
    Sofrido seu texto, bem doído, que seja temporário
    entaojf said...
    Interessanteee...
    IUEP - Parada de Lucas said...
    Seu blog está a cada dia melhor
    Faça-nos uma visita depois
    ' loory said...
    gostei bastante do textinho <3
    hehehe \o

    beeijonãomeligueacobrar *:

    http://kisscallmelater.blogspot.com
    Paulo Sarges said...
    Belo poema, achei meio superficial, mas mesmo assim bonito.
    As vezes, sei lá.. parece que a beleza das palavras importa mais do que seu significado

    mas tá bom mesmo assim

    parabêns
    Marcos Palma said...
    Ow vc eh muito boa com as palavra gosto desse tipo de texto
    visita meu blog la tbm
    vlw
    www.marcos.palma.zip.net
    Antonoly said...
    "Miserável quem ama a quem não deve."
    Realmente, é muito ruim amar e não ser correspondido ou amar uma pessoa errada, proibida!

    www.blowgh.wordpress.com
    Fabíola Oliveira said...
    Gostei do texto, garota. Como alguém já disse lá em cima, lembra muito autores tradicionais. Muito bom! Gostei!
    Miss Joe said...
    Já vivi isso, mas te digo uma coisa, parece bonito, mas nao vale a pena. Amor é para ser vivido, não sentido e idealizado somente.
    Beijos...

    http://blogadois.blogspot.com
    Ana Lucia Nicolau said...
    mais um bonito poema!parabéns!
    Nadando Com Tubarões said...
    ótimo texto...
    vc escreve muito bem!!!
    bom blog.
    Equipe TUZ said...
    otimo textoo..
    Abraços
    Luiz Carlos said...
    Muito bom o texto...
    Já tinha vindo aqui antes e adorei tbm
    Gosto muito de blogs com poemas, mas poucos são realmente bons, o seu é um deles!!
    Com certeza voltarei

    Abraço
    http://vcprecisaver.blogspot.com
    Luciana said...
    Só tenho uma palavra a dizer prá este texto: "Uau"!

    Adorei as palavras, apesar de serem sofridas... esse tipo de amor não vale a pena. Como disse alguém em outro comentário: amor é para ser vivido!

    abs

    http://curiososecia.blogspot.com/
    Luciana said...
    Só tenho uma palavra a dizer prá este texto: "Uau"!

    Adorei as palavras, apesar de serem sofridas... esse tipo de amor não vale a pena. Como disse alguém em outro comentário: amor é para ser vivido!

    abs

    http://curiososecia.blogspot.com/
    Rafael Duarte said...
    Caraca que show essa foto *-* Belo texto!
    Anônimo said...
    Muito bom seu blog, pelo titulo já esperava um blog bom como esse, parabéns gostei muito.

    Abraços

    RUBENS CORREIA
    www.blogdorubinho.cjb.net
    luizscalercio said...
    bellissimo poema prbns nt10.
    João Marcos said...
    Belo blog!Belo poema.Todo mundo já passou por isso né?

    http://clicktudonet.blogspot.com
    tania said...
    Que poema sonoro e belo! Nada mais humano e bonito que sentimentos transformados em obra de arte :D

    bjos
    Fabio said...
    mto bom seu texto... adorei!
    GUILHERME PIÃO said...
    Amar de qualquer jeito é bom, uns em silêncio outros tocam tambores, mas é bom.
    Parabéns ...
    Abraços
    Fernanda Pereira said...
    "Miserável quem ama a quem não deve.
    Ah emoção sem escolha, sem volta!
    Minha alma foi condenada a viver sem ti, salva a amizade por não poder afastar-me"

    NOssa menina, é exatamentre isso e eu não sabia como falar...

    Poesia enriquece a alma, alegra o coração e, por vezes, quando esse já não encontra guarida, sossega ao colocarmos para fora os sentimentos disfarçados de palavras...

    Mesmo vc dizendo que não é para falar sobre isso, vou falar já que é a 1° vez que passo por aqui: muito bonito o blog, bem feitinho e textos muito bacanas, gostei muito, vou virar sócia...rs

    Beijos
    Fernando Gomes said...
    a linguagem eu achei muito tradicional também... confesso que não me animo muito com textos assim..
    mas a intenção do poema é boa..

    continue assim.
    Luna said...
    Essas dores de amor sempre rendem bons poemas... Mas elas passam!
    Maíra Charken said...
    Fia, deixa disso! Tem que se declarar logo pra não se arrepender depois. Beijooooooooo


    Maíra Em Palavras
    Douglas Lopes said...
    blog said...
    Desse eu não gostei.
    Acho que vc abusou dos clichês. O outro, que comentei antes, tem qualidade.

    Claro que é apenas uma opinião.

    Abraços.
    Pierre said...
    Foto Bela e bom texto...
    Apesar de não gostar muito de ler !

    ----------------------------------
    Visite meu blog tb... =D

    http://ogrobo71.blogspot.com/

    Morta abre os olhos durante funeral... o_O
    colecionador de pedaços said...
    Mesmo sem saber, atirei um punhal afiado e potente...joguei-o pra cima, pra cima de tudo que sentia.
    Hoje leio o que escreves, e sinto a mesma dor de quando este mesmo punhal desceu e cravou em meu peito...
    e não consigo mais tirar.
    Este punhal tem nome e sobrenome...
    Amor...e desilusão. Lindo demais.

Post a Comment




Free Blog Templates