domingo, 6 de julho de 2008


Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém,
nem falar do que não sei, nem procurar culpados,
nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo
que toda essa busca insana pela estética ideal
é muito menos lipo-as e muito mais piração?
Uma coisa é saúde outra é obsessão.
O mundo pirou, enlouqueceu.
Hoje, Deus é a auto imagem.
Religião, é dieta.
Fé, só na estética.
Ritual é malhação.
Amor é cafona, sinceridade é careta,
pudor é ridículo, sentimento é bobagem.
Gordura é pecado mortal.
Ruga é contravenção.
Roubar pode, envelhecer, não.
Estria é caso de polícia.
Celulite é falta de educação.
Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso.
A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?

A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz,
não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem.
Imagem, estética, medidas, beleza.
Nada mais importa.
Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria,
o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.
Não importa o outro, o coletivo.
Jovens não têm mais fé, nem idealismo, nem posição política.
Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada.
Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas,
quero ficar legal, quero caminhar, correr,
viver muito, ter uma aparência legal mas...
Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas,
de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural.
Não é, não pode ser.
Que as pessoas discutam o assunto.
Que alguém acorde.
Que o mundo mude.
Que eu me acalme.
Que o amor sobreviva.
"Cuide bem do seu amor, seja ele quem for".

34 Comments:

  1. @nderson Pinheiro said...
    Muito bom seus textos,poemas....
    O^blog ta muito massa, boa sorte com ele!
    =D
    10<<


    >>RADIO BAGACEIRA<<
    http://www.radiobagaceira.blogspot.com
    Tyciara Olvieira: said...
    Bem, seus argumentos são bons, corretos. Diria ate que revoltantes e que nos mostram realmente o que tá acontecendo.
    Só achei eles radicais demais, enfim.

    Abraços.

    http://tyciaraa.blogspot.com
    Raphael Rickes said...
    Eu fico pensando em como as pessoas não percebem a agressão que fazem ou próprio corpo. Imagina se sugar litros e litros do seu organismo pode ser bom.
    Ainda bem que sou muito bem resolvido.
    Parabéns pelo blog.
    \0/
    Johnny said...
    Herbert Vianna mandou muito bem com essa música. Ele disse tudo. Eu confesso que não a conhecia, nunca a ouvi, mas gostei muito da letra.
    Grupo Saber Viver said...
    Mais uma vez passando por aqui, com sempre, parabéns!
    http://gruposaberviver.blogspot.com/
    H α ſ α η said...
    "A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?"

    É a triste verdade né?









    http://descriticas.blogspot.com/
    Adriana Lima said...
    Concordo com as palavras de Hebert. As pessoas estão mais preocupadas com a aparência de si do que com a própria saúde em si. É um desperdício viver para as exigências do mundo...
    _

    http://digaoquequiser.blogspot.com
    Marcelo Leite said...
    hahah
    a busca pela beleza é imensuravel
    kk
    tem gente aqui da minha cidade
    q d tanto esticar está parecendo o bozo kk
    gostei
    blog said...
    Bem, o texto pertence a Herbert Viana?
    Não sabia.
    Mas é um tanto contraditório para um cara que raspa a cabeça para evitar a calvície prematura e inevitável.
    Então ele não se preocupa com a aparência?
    Sei.
    Mayna Nabuco said...
    Anderson e Tyciara, só para deixar claro: Esse texto não é meu e sim, de Herbet Viana, como está no título da postagem.
    Mayna Nabuco said...
    Respondendo ao Blog – Creio que você não tenha entendido o texto. Ele não critica a quem se preocupa com a aparência e sim, aos que se preocupam excessivamente com ela. Critica aos que colocam a aparência em primeiro lugar na vida e fazem de tudo para tentar a atingir a tal perfeição, se é que isso existe. O fato dele raspar a cabeça para evitar mostrar a calvície é pouco, perto do que tantas pessoas fazem para ficarem belas.
    Breno said...
    E fala serio peito siliconado so e bonito com sutia, parece aquelas bolas que se joga pro cachorro brincar e lipo deixa abarriga muito dura, é ilusao achar q fica comum!
    Ana Lucia said...
    concordo, mas, bem que se eu tivesse um dindin sobrando... dava um trato no visual!
    ¤ Ð∂nïєℓα Pïrєﻜ ¤ said...
    Gostei da sua opinião...
    Mas eu não discarto uma cirurgia de alguma coisinha no futuro não
    Nunca diga dessa agua não beberei hahahahaha

    Bjokass
    Blob muiii bonitooo
    Ana said...
    Sempre fui gordinha, sempre tive condições financeiras de fazer lipo, de fazer redução. Mas opitei por ser eu mesma, e ser real.
    Sou simples, uso chinelo no shopping e tenho conteúdo, o mundo pirou como você disse May, estamos num colapso generalisado.
    Beijo de carinho a você.
    ;)
    Fernanda Fernandes Fontes said...
    Sou a favor de intervenções cirúrgicas estéticas. Mas concordo com vc que está havendo um excesso delas. E este não é benéfico nem para a saúde de quem as faz, e nem para quem as observa, pois as pessoas se tornam muito artificiais qdo abusam. Com moderação, pode sim fazer mto bem!
    amandaedalete said...
    Terceira fez que passo no seu blog.
    é ele é ótimo msn.
    Vanessa Lee said...
    Eu recebi esse texto no meu blog, dando autoria ao Herbert, mesmo. mas como essa história de autoria na WEB é complicado, eu nem sei!
    Mas acho esse texto mto bom! A gente tem mais é que se gostar!


    http://lasanhadeabobrinha.blogspot.com
    Bruno Monin said...
    Não sei se você já reparou num comercial do Boticário que está sendo exibido na TV. Ele mostra todas as mulheres da cidade totalmente iguais.

    De acordo com o seu texto, essa vida seria totalmente melhor do que esse mundo de estética que nós vivemos.

    Hoje, passamos horas em frente ao espelho pra não aparecer feio. Se cuidar é uma coisa, ser obsecado é outra, mas a gente segue em frente assim mesmo não é?

    Nos visite também.

    Bruno Monin > BloGZinho.com
    stoubby said...
    Este comentário foi removido pelo autor.
    stoubby said...
    Bem.. escrevi um comentário falando q tinha recebido esse texto por e-mail semana passada e q era do herbert viana, n tinha visto ali no título q de fato era dele... acho interessante a forma q é exposto, pq a aparência e tudo q engloba ta na teoria do "fetichismo da mercadoria"... isso assusta, apesar da naturalidade q mts encaram a coisa. -.-

    http://notionsless.blogspot.com/
    Sammyra Santana said...
    Esse texto é fabuloso!
    Ótima escolha pro post!
    Beijo
    LUCAS DE OLIVEIRA said...
    bela postagem!

    muito bom!

    parabens!


    abçs


    fOr'll'y said...
    pirei man. a atualidade tem nome: futilidade.
    adolescentes nao comem para serem super secas, apelaam pra cirurgia plásticas logo cedo, e apelam pra chapinha todo dia, ´pra obedecer um padrão nojento e barato.
    filha única ~ said...
    Concordo com o que você disse, o mundo anda doente.
    Todos querem o nariz da famosa, a boca da artista e por ai vai, se esquecendo da própria beleza
    ;*


    http://www.afilhaunica.vai.la/
    Jhony said...
    Excelente POST!
    Mas se você for ver, este tipo de acontecimento não está muito na mídia, parece que as pessoas tomaram consciência, ou estão sem dinheiro.

    :P

    http://jhonyfreitas.wordpress.com
    Prii Persi said...
    Adoro o Hebert!
    T� tudo muito errado, tudo muito injusto. O mundo enlouqueceu!

    Venho agradecer o coment�rio l� no 'Cultivando', grata!
    Sempre reviro meu lixo, mas n�o tiro coisas muito boas de l�. ^^

    Beijos, ;)
    Amstalden said...
    Que demais, adorei sua maneira de criticar através de um poema livre. Ficou fantástico mesmo!
    De fato, a sociedade tá pirada. Existe um chavão na internet que diz que há mais gasto com implante de silicone que com pesquisa para tratamento de Alzheimer... Daqui a pouco teremos mulheres com peitões enormes, mas ninguém vai saber para que usá-los!

    está de parabéns!!!

    http://farmaco-fobia.blogspot.com/
    Anônimo said...
    adoro essa letra
    Viana foi mesmo muito feliz ao escreve - la e tb muito feliz ao postá-la em teu Blog
    parabénsssss
    adorei seu Blog vou ler ele sempre

    http://pcsouzabv.blog.uol.com.br/
    Y a s h a said...
    A realidade é exatamente esta.
    "Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria,
    o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.
    Não importa o outro, o coletivo."
    Não mais...
    As coisas simples da vida, aquilo que cada um tem dentro de si, não importa mais diante do dinheiro, destruidor de seres.
    Sim, ele é preciso, mas não é tudo, não mesmo.
    Y a s h a said...
    A realidade é exatamente esta.
    "Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria,
    o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.
    Não importa o outro, o coletivo."
    Não mais...
    As coisas simples da vida, aquilo que cada um tem dentro de si, não importa mais diante do dinheiro, destruidor de seres.
    Sim, ele é preciso, mas não é tudo, não mesmo.
    Euzer Lopes said...
    Sinceridade ácida, áspera e contundente até as tampas.
    Excelente
    Stefani Ψ said...
    Aprende-se desde cedo que não basta caber naquela roupa legal, ter um corpo que dê prazer de olhar no espelho e sentir-se bem, mas que deve-se seguir o rigoroso padrão estético, ou melhor, superá-lo.
    Na psicologia são muitos e muitos casos desses que se trabalha. O que é inaceitável é que as pessoas não reconhecem que isso é "piração", e em quase 100% dos casos procuram tratamento por outro motivo, uma causa decorrente.
    Gostei muito do post!

    Abraço,
    greatdj said...
    O pior é que você tá certa, sem ofensas.
    Mas eu queria que você errasse ao dizer que "O mundo pirou, enlouqueceu", mas não,
    Estamos ficando cada vez mais loucos e olhando para nós mesmos.

Post a Comment




Free Blog Templates