quinta-feira, 10 de julho de 2008


Não quero resgatar um sentimento, nem tampouco trazer qualquer dor.


Quero apenas esse pequeno espaço entre nós dois para ficar perto, junto e poder sentir o calor desse abraço que aproxima, enaltece e reanima.


Onde o ombro se oferece, e mesmo fraco ele aquece, restaurando a confiança das lágrimas contidas na lembrança, daquele riso de criança, que fazia o mundo inteiro sorrir.


Não procuro chamar atenção, no teatro da sua vida.


Desejo ser coadjuvante, ser apenas mais um figurante, que mesmo sem um papel importante, no seu quadro ainda possui alguma cor.


Quero apenas fazer a diferença, quando o dia não traz calor, quando cada momento parece eternidade, quando se perde no peito a vontade de lutar por um espaço, por uma luz, um abraço que lembramos o sabor.


E no orgulho das suas conquistas, cada vitória, cada pista jogada ao vento, quero me atirar nesse cata-vento, da conversa que não se cala, do sorriso que não quer partir.


Difícil explicar...



36 Comments:

  1. Jhony said...
    Woww!
    Dahoora esse poema!
    Gosteei!

    Muito Profundo!
    Parabéns!

    Se puder, me visite:
    http://jhonyfreitas.wordpress.com
    Fernando Gomes said...
    "Não procuro chamar atenção, no teatro da sua vida".

    já li isso em algum lugar, eu acho..

    olha.. nem sei muito o que comentar, acho que você já disse tudo...
    LUCAS DE OLIVEIRA said...
    bravo! bravo!

    lindo texto, Mayna... parabéns!


    abçs


    Lucas de Oliveira
    Strider said...
    Ai ai, me deu um aperto no coração ao ler o seu texto e lembrar que a mulher que eu amo se encontra a 280km de mim neste momento...

    Quem dera viver ao lado dela a vida toda, sem me preocupar com mais nada.

    Grande abraço
    Cisco said...
    Uma das coisas que aprendi é que nao se deve relembrar sentimentos, se eles um dia foram esquecidos, é porque o melhor pra você era ficar sem eles.

    Sentimento bom é sentimento eterno =)

    Abraços
    Cisco
    www.borarir.net
    Ricardo Jung said...
    mais um ótimo poema em prosa, deve haver algo na conjuntura do caos para os poetas estarem tão prosantes

    mas... onde há a infinitude do amor qualquer mínimo espaço torna-se um eterno paraíso

    abraço!
    Gonzo Laranja said...
    mina
    não precisa explicar nada!!!!

    so de ler ja me identifiquei com o que tu quer dizer...

    eu sei, sei muito, mas muito bem o que vc quis dizer....

    amei!!!!!!!!!!!!!!

    "é somente isto que quero"...

    um abraço
    amanda said...
    nossa, belo texto, combina comigo (eu acho) =)
    beijos
    Grupo Saber Viver said...
    Gostei muito do poema, parabéns!
    http://gruposaberviver.blogspot.com/
    Suellen Pereira Rodrigues said...
    muito bom! não sei nem o que dizer.
    Parabéns, me deixou sem palavras.


    um abraço!
    http://suellenpereira.blogspot.com/
    Jhony said...
    Eu acho que já comentei em todos POSTS!
    xD

    heheh!

    Boooooooom BLOG!
    Parabéns!

    http://jhonyfreitas.wordpress.com
    Rafael Tupiná said...
    poxa mt lgl o texto

    bjos
    jaquelineguterres said...
    realmente eu gostei...eu queria ter um dom assim de escrever textos, poemas e tals...até tento...mas ñ sai nada "poeticamente belo" vamos dizer assim...


    http://s2simpleplanjg.skyrock.com/
    greatdj said...
    O desejo de fazer parte da vida de alguém é sempre constante nas nossas vidas....
    E é sempre bom um ombro, é aquele velho ditado:
    "uma mão ajuda a outra".
    No caso, um ombro.
    Ricardo Thadeu said...
    Interessante.

    Qualquer explicação para essa coisa toda é tola.

    "Difícil explicar"

    (...)
    É isso.
    Maíra Charken said...
    Lindo!

    Beijos

    www.mairaempalavras.blogspot.com
    Euzer Lopes said...
    O que não fazemos por amor, não?
    O pouco torna-se muito. E o muito torna-se vital.
    Como sempre, mais uma obra prima sua.
    Flá Absolut said...
    LIndo poema, parabénssssss
    * Mariana said...
    O que você escreveu me fez lembrar uma situação muito linda que vive há anos atrás.
    É realmente difícil explicar, mas é único.
    :*

    Passe para fazer uma visita, se quiser.
    http://erasoumamenina.blogspot.com/
    luizscalercio said...
    prbns pelo seu texto muito bom mesmo nt10
    Flá Absolut said...
    Olha eu aqui de novo!!!!! Vou ler outro post seu

    ^^
    Reporter x said...
    texto bonito!
    acho que todo mundo se identifica com alguma parte dele!
    o layout do blog é perfeito!
    Carlinha...=D said...
    difícil de entender...
    Fernanda said...
    Eu gostei muito do texto! Muita sensibilidade na escrita, muita leveza, parabéns.

    E parabéns pois nem todos dão os devidos créditos a quem, escreve ou a quem formata um texto, e é profundamente frustrante para a gente ver algo que vc escreveu ou perdeu tempos formatando copiado do seu blog sem o minimo de ética!

    Sucesso com seu blog.

    Felicidades
    Fernanda said...
    Eu gostei muito do texto! Muita sensibilidade na escrita, muita leveza, parabéns.

    E parabéns pois nem todos dão os devidos créditos a quem, escreve ou a quem formata um texto, e é profundamente frustrante para a gente ver algo que vc escreveu ou perdeu tempos formatando copiado do seu blog sem o minimo de ética!

    Sucesso com seu blog.

    Felicidades
    __((::_Perfect Girl_::))__ said...
    aiai... isso é tão romântico!

    ^^

    Amei esse poema... incrivel como algumas pessoas nascem com o dom de escrever coisas belas e olha... se sinta privilegiada (é assim?)

    "Quero apenas fazer a diferença, quando o dia não traz calor, quando cada momento parece eternidade..."

    É... acho que é isso mesmo que eu quero... Fazer a diferença...

    ^.~

    Bom moça, você acabou de conquistar uma leitora fiel do seu blog...

    Beijinhos...

    http://nelinhalokinha.blogspot.com
    Letícia said...
    Essa pessoa sabe de tudo isso? Não entra de coadjuvante não, amada, a gente tem que nascer pra ser a atriz principal, do ator protagonista, entendeu? Lado a lado, é assim que se deve caminhar.
    Beijão carinhoso pra vc, minha colega jornalista!
    Letícia.
    Antonoly said...
    Belo texto
    parabéns viu?
    Beijos!

    www.blowgh.wordpress.com
    Emanuel said...
    Bom poema bem reflexivo muito bom mesmo.

    http://semideiaa.blogspot.com/
    giulas said...
    adorei seu blog...volto aqui...
    Gabriella S. Cardoso said...
    Adoreiiiii
    depois passa no meu e da uma lida
    http://gabriellacardoso19.blogspot.com/
    precisa comentar não se não quiser
    abraços
    Electrodomesticos said...
    Parabéns pelo poema, muito bom!

    Abraços,até mais!
    Dário Souza said...
    a parte que me chamou mais atenção foi a do abraço,nao a nada melhor que um abraço de alguem que vc goste.
    Gabriel said...
    É camará! O amor só é bom se doer.

    Evoé!
    greatdj said...
    Já estão faltando posts para eu poder comentar!
    hahaha


    Isso sim que é ser fã do blog!
    ^^

    Parabéns!
    Levy Lopes Furtado said...
    Realmente é difícil de explicar. Como é que não quer chamar atenção no teatro da vida e ao memso tempo quer ser coadjuvante ou até mesmo figurante em um quadro que ainda possui alguma cor.

    Realmente confuso...

Post a Comment




Free Blog Templates