terça-feira, 9 de setembro de 2008

SILÊNCIO



Doloroso

E oco eco

Que me atormenta

E bagunça meus sentidos.


Vazio

Que reverbera

Lembranças

Não consentidas.


Irritante

E assustador som do nada

Que zune

Toma forma

Rompe a janela

E incansavelmente repete


Espera...

espera...

espera...

32 Comments:

  1. James Bond said...
    espera, espera, espera...
    Lidianne Andrade said...
    lindo!!!
    Ellen Regina said...
    a foto fez todo o sentido...
    linda!
    Ana Lucia Nicolau said...
    gostei do "oco eco" realmente, o eco dá uma sensação de vazio
    Jonatas Fróes said...
    Quem espera sempre alcança, como já dizia Renato Russo ;)

    ;*

    Musikaholic
    Everaldo Ygor said...
    Olá...
    no silêncio das suas palavras ao vento, é sempre um prazer aportar por aqui...
    Rompendo janelas e esperando pelo eterno som do silêncio...
    Abraços
    Everaldo Ygor
    http://outrasandancas.blogspot.com/
    Camilla said...
    "Doloroso
    E oco eco
    Que me atormenta
    E bagunça meus sentidos..."

    Nunca me atormentou como hoje!!!
    :)
    Gosto mto do seu blog, ja tinha passado por aqui outras vezes!!
    Sucesso!
    Bjs.
    Fernando Amaral said...
    nada a declarar...

    as palmas resumem tudo:

    clap, clap, clap, clap..

    sensacional!

    beijo grande!

    Fernando Amaral
    Blog Analógico
    (http://bloganalogico.blogspot.com)
    Viviane Righi said...
    Por incrível que pareça, achei a foto muito mais tocante que o poema. Ela transmite uma sensação parecida com a busca do auto-conhecimento, de um encontro consigo mesmo. Acho isso muito importante e, de alguma forma, acho que tem relação com o poema.

    Abraços!
    carolina abdalla said...
    gostei,bem legal,me fez pensar.inclusive me fez pensar em uma pergunta: pra você o que exatemente é o "nada"? pense nisso.beijocas!
    Victor said...
    Lindo poema, adorei.

    Abraço.
    slim shady said...
    silêncio.
    Jeff... said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blog.
    Luiz Carlos said...
    Sensacional...muiro bom mesmo!!
    E a foto tem tudo haver com o texto

    Abraço
    Fabio said...
    otimo poema....
    Carol Wolff said...
    Hallo! Tudo bom?

    Bela poesia moça e gostei bastante do seu blog...

    Tenha uma ótima quinta-feira.

    Abraços!!!

    Visite: http://carolices.zip.net
    Guilherme Amado said...
    Bom poema, só não gosto do oco eco.
    meps. said...
    eco também me encomoda, ás vezes.
    linda a foto!
    Teusma said...
    Muito bom teu blog. Ultimamente tenho perdido minhas raizes poéticas, graças aos trabalhos ciêntificos hahaha Continue escrevendo ;)

    Bjo
    Mari Dinholina said...
    adorei a foto, tipo, tudo a ver com o texto :) lindo poema

    http://mari-lc.blogspot.com
    thais said...
    muito bom
    :)
    estou esperando rsrsr
    Cleidemar said...
    e o doloroso grito do silencio, e da solidão q entra em nosso ouvidos sorrateiramente e faz milhoes de vezes mais estrago que uma multidão agitada....

    espera...espera...pois tudo tem seu lugar..ate mesmo a solidão...

    hehe...bjs..passa lá...
    •Mogui• said...
    LINDO!
    adorei!
    super melancólico^^
    adoro poemas assim!
    eu tbm escrevo..
    se quizer dar uma passada...
    http://olhode-vidro.blogspot.com/
    beijo!
    :*
    Girls Wireless said...
    Silêncio, o maior medo dos seres humanos...
    Biel said...
    O que mais achei interessante.. é sua inversão de valores!
    Está presente não só nessa poesia, mas em outras também, como a da solidão, no início ["É estar junto..."].
    E neste poema temos o silêncio zunindo! O oco eco!

    Gosto desses padrões.
    Gosto dessas inversões!

    =]

    http://www.ignisphoenix.blogspot.com/
    Miss K said...
    mto lindo...adorei!
    carolina abdalla said...
    opa já comentei por aaqui,hueheuheuhe; e ai pensou no que é o "nada"? beijocas!
    Brunín...® said...
    Se eu gostasse de poesias eu podia até comentar melhor...

    Mas o sentimento de solidão e nada me atormenta tbm!!
    Homenzinho de Barba Mal feita said...
    O silêncio é assustador...
    Eu que moro sozinho sei disso.
    All3X said...
    Justamente para desfazer o vazio, é que venho para navegar entre blogs...Valeu, continue navegando também, a blogsofera é um mar de vozes...
    greatdj said...
    No fundo eu gosto do silêncio, quando ele vem para me fazer refletir e parar e pensar.
    Agora, qndo é aquela coisa constrangedora e agoniante.
    Aí é um problema
    Conquistadores (Didixy) said...
    Agora sim, um poema mais com a nossa realidade. Onde o mundo é o assustador som do nada que zune mesmo e rompe todas as janelas nossas da vida. E nós realmente estamos esperando que tudo isso melhore, só esperando a muito tempo. Então, espera....

Post a Comment




Free Blog Templates