sexta-feira, 2 de maio de 2008

ENCONTRO


Somente andando com as próprias pernas

Se pode tropeçar nas pedras que flutuam

E encontrar caminhos antes jamais vistos.

Pude viajar por lugares desconhecidos

E encontrar um homem que falava baixo e brando

Como se em suas palavras

Tivesse todo o conhecimento humano e inumano

Passei por um inferno não quente

Por um Céu que não alenta

E nem queria esses encontros

Como também não desejava o seu fim

O homem que encontrei

Disse-me que o meu destino era voltar

E encontrá-lo mais tarde

Um pouco depois do sol raiar.

Para quê? Só saberei quando chegar lá.

43 Comments:

  1. Marra Signoreli said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blog.
    Camila Cavalcante said...
    Bela poesiaaaaaaaaa.......

    parabens

    belo blog

    abraçosss
    cleuber stanley said...
    adorei o texto, realmente é com as propias pernas que chegamos a lugares extraordinarios!!!
    Conquistadores (Didixy) said...
    Olá. FAz tempo que não passou por aqui né. Mais um belo texto.

    Bjs

    www.conquistadoresdm.blogspot.com
    dudalak said...
    amo esses poemas, tem um sentimento incrivel cara, eu escrevo musica mas o medo de colocar na net é maior, eu ainda num registrei e plagio ééé fogoo!!
    bjoos
    sorte e sucesso
    Marra Signoreli said...
    Acho que você deveria ser um pouco menos prosaica, leva jeito pra coisa...
    Aline Dias said...
    muito bom.
    danyelfreytas said...
    muito bom texto, parabéns!
    natalia said...
    nossa..adorei, vc escreve mto! deveria escrever um livro, ta de parabens

    http://atmosferasombria.blogspot.com
    Fábio C. Martins said...
    E precisa de uma resposta?
    Às vezes, a melhor coisa a ser é deixar a vida seguir o seu rumo e não seguir a vida.

    Se formos pensar demais, acabamos por desistir ou, o que é pior, o momento passa e perdemos a oportunidade.

    Beijos e parabéns pelo texto.
    Guga Alves said...
    Lindo texto..

    www.gugaalves.net
    Marcelo Leite said...
    bela prosa
    parabéns pelo blog!
    Se Liga Jovem said...
    Muito bom o texto ;)
    MeL Pandora said...
    O poema parece descrever o que ue penso quando eu ando as coisas que estam ao meuredor e minha vida pessoal...
    Muito interessante
    Karla Hack said...
    Queria ter esta resposta...
    Mas esta pergunta também é minha..
    Linda poesia..
    Envolvente!!
    Combinou perfeitamente com a imagem..

    ;D

    bjus
    Fábio C. Martins said...
    Bom, eu já havia comentado aqui, não?

    Mas vamos lá.
    Será que precisa de um motivo?
    Às vezes, é melhor não pensar, faça!

    Beijos
    Rafael Tupiná said...
    aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    vc escreve mt bem mesmo

    ja to virando vistante vip hein

    hehehehehehe

    parabens pelo blog

    da um look la no meu tbm
    http://culturatups.blogspot.com/
    Ajude no blogstar. entre clike no banner e vote!!!


    bjos
    Fabio said...
    belo poema
    danisiinha said...
    que lindo...
    encontros , desencontros reencontros....
    a vida...

    bjssss

    www.daniilopes.blogspot.com
    Flá Absolut said...
    Lindo o texto

    muito bom mesmo.... igual ao seu blog

    parabénssssssss
    Camila Cavalcante said...
    Mais uma vez por aqui xD

    espero q encontre a resposta da sua pergunta!!

    Abraços
    Ingrid said...
    gostei da poesia, e da imagem, principalmente, porque ela deu uma vida a mais a poesia ;)

    ^^
    dudalak said...
    amei o novo lay!!!

    O professor aceitou, mas tipo, detesto fazer trabalho q num vale ponto... aí fiquei bolada :x
    Bruna Battirola said...
    muito legal isso o que escreveu...tabem gosto de sair por ai e descobrir o novo... mas nem sempre eu consigo sintetizar depois em uma poesia...

    http://felizanovelho.blogspot.com
    http://lembrancasesaudade.blogsoit.com
    kristy hellen said...
    Parabéns!!
    O blog e o texto ta 10

    =D

    Bjs
    Ana Mattos said...
    Boas poesias...

    muito bom!

    BJux
    Mega Balaio said...
    Poema legal!
    Aline Dias said...
    eu k� tinha lido e omentado.
    mas ao reler o texto se resignificou.
    eu gosto de poemas assim, que se resignificam e tem cara de poemas.
    gosto de reinterpret�-los conforme o meu humor.
    gosto de achar cada vez que eleio um ponto novo para me apegar.
    gostei do seu texto.

    www.literaturaboteco.blogspot.com
    www.alinedias.blogspot.com
    Fernanda Miranda said...
    Adorei o texto, lindinho!
    Seu blog tá bem legal.
    Continue assim.
    Bjos, bom domingo!
    Euzer Lopes said...
    Texto excelente para "vestibular".
    Encontrar depois que o sol raiar? Seria por que julgasse "não estar pronto"?
    Por que um encontro com um dia iluminado? Por que o caminho seria mais visível, saberiam por onde trilhar?
    Essas são respostas que somente o coração "dele" e o "dela" poderão dar.
    Se quiserem, é claro!
    JC digital said...
    nem sei o que dizer, esses blogs de poemas me deixam sem palavras...
    ;x
    Continue na inspiração, q tal escrever um livro?
    ;D
    Blog JC digital
    Thalita said...
    Olá
    Finalmente consegui comentar se post.rs
    Lindo o blog, adorei os textos ^^
    Te add como favoria e fâ no blogblogs
    Bjão
    ^^
    Leorama said...
    parabens pelo blog


    www.leorama.blogspot.com
    Flá Absolut said...
    Estou aqui visitando seu blog novamente!!!!!

    Vou ver as outras postagens!!!

    E o domingão acabando heim :(
    history- said...
    nossa muito bm, vc escvreve muito bem!!!Parabens!!!
    Daniely said...
    Gostei do texto...às vezes o segredo é só se deixar levar moça..
    : )
    bj
    Lanterna Verde said...
    parabens pela poesia, gostei da foto tbm...

    http://asseteartes.blogspot.com/

    indo
    Whatyla said...
    Belo Blog!!!

    Parabéns...
    Alexandre Veras da Luz said...
    É muito legal achar pessoas talentosas, sua poesia é simples e bela como a vida!
    Não esqueça de dar uma olhadinha no blog:http://alexandreluz.blogspot.com/
    Fabiana said...
    Realmente, muito bonito!
    Zine said...
    humm...muito bonto...
    algo meio surreal, felling...
    gostei :}
    Bruno Monin said...
    Tive a sensação de que essa voz que ouvira seria Deus, estou certo?

    Lindo poema!
    Letícia Castro said...
    Porque no crepúsculo da vida a gente pode perceber nuances que o brilho da aurora ofuscam.
    Lindo poema!
    Beijão!
    Letícia.

    http://babelpontocom.blogspot.com/

Post a Comment




Free Blog Templates