quinta-feira, 13 de março de 2008

O QUE OS JOVENS QUEREM EM UM NAMORO?




Uma pesquisa realizada por psicólogos da Universidade Estadual de Nova York, entre meninos adolescentes, revelou que a coisa mais importante para eles em um relacionamento não é o sexo, e sim o amor, a amizade e o companheirismo. Os meninos tinham idade média de 16 anos.


A pesquisa mostrou que 80% desses garotos ficam com a menina porque estão apaixonados e não só por ficar, como muitos pensam. Resultado bastante surpreendente, quando se trata de relacionamento entre jovens. Apenas 14% deles responderam que namoram somente para perder a virgindade.


Aqui no Brasil, essa pesquisa não foi realizada. Mas o Fantástico, programa dominical da Rede Globo, reuniu um grupo de jovens para saber o que pensavam do tema. Abaixo uma parte da entrevista:


Fantástico: Vamos começar com as meninas. Alguém conhece um garoto assim?

“Eu conheço, meu namorado atual, no caso”, responde Thayana Pereira, de 17 anos.

“A primeira coisa que uma mulher quer ouvir é papo, ela não quer ouvir falar um monte de besteirol no ouvido dela. Ela quer saber o que ele vai falar, o que é que ele pretende”, diz Geraldo Ribeiro, de 15 anos.

“No início a gente era amigo, a gente ficava rindo, ficava brincando um com o outro, aí daí que surgiu o namoro”, conta Nathalia Regina, de 15 anos.

“Ela me ajuda muito quando e tenho problemas em casa assim, ela, no telefone, minha mãe muitas vezes reclama que a gente fica muito tempo no telefone”, afirma Rodrigo Tenório, de 15 anos.

“Eu vi tudo de especial nela. Sério, que eu gosto mesmo ela é a primeira”, diz Bruno Lacerda, de 15 anos.

Fantástico: Bem, pelo menos na frente das câmeras, parece que o que os garotos procuram mesmo no namoro é a intimidade emocional.

Segundo a endocrinologista Amanda Athayde isso chama-se hormônios. Esses hormônios vão ter a sua função de reprodução, de aumentar libido, de aumentar o desejo sexual. Para a endocrinologista, não é somente "aquilo" que se passa na cabeça deles. “O adolescente também é capaz de amar, o adolescente é capaz de querer uma companheira, uma namoradinha que fique bastante tempo com ele”, afirma ela.
“Primeiro você tem que mostrar que você é aquela parceira ideal e fiel”, diz Carol Moura, de 15 anos.

“Desde o momento que eu confio em mim e eu confio nela, não tem porque esconder nada dela, se ela vai me ajudar”, diz Wagner Justino, de 17 anos.

Bom... Como vimos tanto na pesquisa americana, quanto na brasileira, o resultado parece ser o mesmo. Será que as coisa mudaram tanto assim de uns tempos para cá. Mas o que me pergunto é...

Se 80% querem carinho, amor e companheirismo e os outros 14% perder a virgindade, onde foram parar os outros 6%? O que eles querem? Ou será que foram ignorados.
Uma pergunta que deixo para vocês é:

Será que por aqui os jovens pensam o mesmo?






30 Comments:

  1. Dih da Pâhzinha... said...
    Cada um é de uma maneira!
    Não adianta essas pesquisas não valem de nada!!!

    Abraço

    http://dihdusbeko.blogspot.com/
    o|£ü¢$i®£P said...
    Gostei da Matéria, parabéns pelo blog ele tem poemas lindos, já fui poeta hoje não me sobra tempo para isto. Meu blog é voltado a orientação sexual voltado ao publico que não se sente muito avontade com questões sexuais, claro contando com a ajuda dos mais desencanados sobre o assunto =)


    http://desencandocomsexo.blogspot.com

    Da um pulinho la =)
    Euzer Lopes said...
    Eu não sei se me enquadro nesta, mas com quase 40 anos, eu ainda acredito que vá viver um grande amor...
    Pelo resto da vida!
    Renata said...
    Ai, isso é tudo tão lindo de se ler, mas arranjar um namorado tá difícil! hauheuhaea
    Bjocas
    Harry Potter said...
    HO QUE DIZER!!!!eu axo que me enquadro nesse grupo!!
    Andréa Cristo said...
    Legal abordar este tema em tempos de crise de namoro, crise de amor, de sensualidade, de erotismo.... enfim, crise de tudo que faz bem a cuca.
    MaxReinert said...
    Pois.... uma geração sempre nega a outra!
    depois da geração do sexo livre... vem aí a geração do amor eterno (enquanto dure!)
    Fernanda Miranda said...
    Acho que nessa idade, eles realmente precisa estar inseridos em algo e se apaixonar e ter alguém apaixonado por eles é importante, já q o adolescente pensa q o mundo todo está contra ele.É fundamental achar alguém q tenha os mesmos pensamentos e idéias e se unir a esta pessoa como se fosse num pacto.
    Pelo menos é o q penso.
    Bjsss...parabéns pelo blog.
    Nana Lopes said...
    Bacana.
    havia lido sobre essa pesquisa....
    Calango Net News said...
    Há duas distinções que os jovens de hoje "não imaginam": pensar não é agir.

    Atualmente o Brasil está vivendo o ápice da adolescência. E isso, como mencionado na sua matéria, são hormônios, portanto, antes de agir eles não pensam. Um exemplo disso é ver que muitos adolescentes (entre 15 a 19 anos) já são pais.

    Portanto, não vale culpar apenas os pais em não saber corrigir os filhos, mas também da pouca informação aos jovens mancebos.

    Mas, com certeza, já não mais tão crianças e tem conhecimento do que fazem. Há falta de vergonha e coerência.

    Abraço!

    http://calangonetnews.blogspot.com/
    o'Ricci said...
    pra aparecer em estatísticas e entrevistas as coisas sempre ficam bonitinhas... vá ver nas noites como é e destrua essa concepção.
    Abel said...
    Difícil dizer se pensam... uma pesquisa nunca pode ser generalizada de uma vez para outra realidade, mas me arrisco a dizer que sim.

    Acho que um relacionamento autêntico é quase, destaque para o quase rs, inviável sem amor.

    Abçs,
    Abel
    Carlos Vin said...
    Todos querem encontrar alguem q dê carinho e amor e consequentemente sexo e outras coisas...
    A idade só é um fator de experiencia e amadurecimento, mas o desejo é igual para todas as idades..

    Um abraço!
    Lord Sarubiano said...
    Li sobre a pesquisa, mas acho que a amostragem foi pequena e mesmo assim quase deu empate.
    Everaldo Ygor said...
    Olá...
    matéria curiosa essa...
    O senso comum diz o contrário...
    Mas, ao ver a pesquisa, ela da alguma esperança para a geração futura...
    Abraços
    Everaldo Ygor
    http://outrasandancas.blogspot.com/
    BLOGDOED said...
    Como diria Ultrage: "Sexo, eu quero sexo!" kkkkkk


    Posso te fazer uma crítica construtiva? Não curti teu fundo musical.

    abçs
    Nana lopes said...
    Passando para ler suas novidades....
    Lizzie said...
    Bem, das duas uma: ou sou uma exceção à regra, ou eu estou ficando velha cedo demais! Hahaha

    Beijocas, amei o blog.

    www.lizziepohlmann.com
    ραυℓιинσ_ѕαитιѕтα said...
    Boa questão levantada.

    Acho que alguns jovens começam sim o namoro pensando no sexo, mas que fique claro, não estou dizendo que sou a favor, mas sim que na minha opnião isso é o que passa pela cabeça de cada adolescente.
    Rafael "Easy Eight" Zuchi said...
    O negocio é sexo! SEXO!
    Amor é acessório!
    Natália Coelho said...
    Eu penso o mesmo,nao namoro so pra curtir os prazeres e conheço mta gnt,tanto menino quanto menina que também preferem o companheirismos entre outros.
    Mas,sempre há os farristas deste mundo!
    Cada um com seu cada um ne!

    Abraços
    Net Esportes said...
    Sem dúvida uma pesquisa interessante e importante
    ραυℓιинσ_ѕαитιѕтα said...
    Bom o sexo tem q ter somente qdo duas pessoas se amam, e como já disse em um comentário nesse post, a maioria dos adolescentes só pensam em sexo, porékm disconhecem o amor...

    -------------------------------------
    mundialfutebolclube.blogspot.com
    slim shady said...
    è dificil se basear em uma pesquisa assim ,mas acredito que o "amor" vem tendo uma transformação supreendente nos ultimos anos .
    Henrique Felippe said...
    Sinceramente essas pesquisas só refletem o que a Mídia quer expor... o que o Autor da Matéria quer escrever... enfim... não acredito neste tipo de estatística e não acrescenta nada... pq a realidade é outra!!!

    Henrique
    Vai Vendo...
    squirrrel said...
    Eu encaixo nesses padrões,pq a pessoa só ficar não é legal prescisamos de alguem do nosso lado


    bjs
    Liz / Falando de tudo! said...
    Eu e este meu habito de pular de blog em blog, cheguei até aqui! Te convido a visitar o meu. Apesar de algumas diferenças...mas como dizem, "as diferenças se completam"!
    Uma excelente semana, e te convido também à assinar o meu "guetsbook", chic, né?! Ficarei honrada com um recadinho seu!!
    Um abraço,
    Liz
    Liz / Falando de tudo! said...
    No Brasil, eu axo que as meninas sao muito romanticas e os garotos, nao to querendo nada, so sexo mesmo!!
    Uma excelente semana, e te convido também à assinar o meu "guetsbook", chic, né?! Ficarei honrada com um recadinho seu!!
    Um abraço,
    Liz
    kekedascully said...
    Bom, esse negócio de pesquisa é um tanto relativo. Faz-se uma pesquisa com uma quantidade de pessoas que é relacionado com a quantidade de habitantes e daí diz q o resultado equivale à porcentagem desse total de habitantes. Mas será q é msm?
    Se é verdade ou não, o que penso é q temos uma mídia q enfoca muito o lado sexual, induz um comportamento na pessoas, sejam elas jovens ou não. Amizade, amor e carinho, isso todos precisam, desejam.
    Levy Lopes Furtado said...
    O sexo é sim muito importante em um relacionamento. Agora em situações de pesquisa, as pessoas muitas vezes querem passar uma imagem para quem está entrevistando. Sou sociólogo e em pesquisas sociológicas isso se chama "viés metodológico". Concorda que as pessoas tem uma tendência a dar respostas políticamente corretas? é só pensar no caso do racismo.

Post a Comment




Free Blog Templates